Israeli and Palestinian Flags

 

FAQ

 

1) O que é, de forma resumida, a Confederação Israelense-Palestina?

Em essência, a Confederação Israelense-Palestina é um terceiro governo conjunto para os povos israelense e palestino. A Confederação não dissolve os governos palestino ou israelense. Os governos israelense e palestino continuarão sendo os governos dos israelenses e palestinos. Os povos israelense e palestino e suas instituições continuarão sujeitos à jurisdição e as leis de seus respectivos governos. Contudo, a Confederação é um terceiro governo independente que representa ambos os povos, de Israel e da Palestina.

Sob a Constituição da Confederação Israelense-Palestina, haverá 300 membros num parlamento que representa 300 distritos de toda a área de Israel, a Cisjordânia e Gaza.
Para que os 300 representantes para aprovem uma lei, é necessário que 55% dos membros israelenses e 55% dos membros palestinos votem "sim".
Os governos israelense e palestino, separadamente, terão poder de veto sobre a legislação. Se esses governos vetarem uma proposta, ela não entra em vigor. Contudo, se não houver veto, a proposta se tornará lei.
Sugerimos que leia, por completo, a Constituição disponível neste site.


2) Quem é elegível para votar na Confederação Israelense-Palestina?

Segundo a Confederação Israelense-Palestina, as eleições devem ter lugar dentro do estado de Israel e da Palestina. Para ser apto a para votar, uma pessoa deve ser cidadã da Palestina ou Israel e deve ter atingido a idade de 18 anos. O eleitor deve ser um habitante de Israel ou da Palestina no momento da eleição. Deve também estar presente fisicamente dentro de Israel ou Palestina no momento do voto.


3) Qual é a localização geográfica da Confederação Israelense-Palestina?

A localização geográfica da Confederação é todo o Estado de Israel (incluindo as Colinas de Golã), a Cisjordânia e a Faixa de Gaza. Estas áreas são definidas na Constituição, como Israel e Palestina.


4) Quem está qualificado para concorrer ao Parlamento da Confederação Israelense-Palestina?

Para ser eleito membro do Parlamento, uma pessoa deve ter pelo menos 21 anos de idade, ser cidadão de Israel ou da Palestina e ser morador do distrito em que a candidatura foi proposta por, pelo menos, 180 dias antes da eleição.


5) Quem é elegível para concorrer à Presidência ou Vice-Presidencia da Confederação Israelense-Palestina?

O Presidente e o Vice-Presidente devem ser cidadãos de Israel ou da Palestina e devem ter pelo menos 35 anos de idade. O presidente tem mandato de 2 anos e deve alternar com o vice-presidente após dois anos. Se o presidente é um cidadão palestino, o vice-presidente deverá ser um cidadão israelense.

A pessoa que receber mais votos será o primeiro a servir como presidente. A pessoa que recebe o segundo maior número de votos, de uma cidadania diferente da do presidente, torna-se o Vice-Presidente. Tanto o presidente quanto o vice-presidente devem ser moradores de Israel ou da Palestina por, pelo menos, 180 dias anteriores ao dia da eleições.

6) O que acontece se os governos palestino e israelense fizerem objeção às eleições?

A Confederação Israelense-Palestina é uma entidade independente. Não é exclusivamente israelense ou palestina. É um terceiro governo feito conjuntamente por israelenses e palestinos. Não temos a intenção de substituir ou suplantar o governo israelense ou palestino.

Acreditamos que o nosso poder político dependerá do apoio popular local e internacional.

Se formos capazes de conseguir o voto e a participação de israelenses e palestinos e obter apoio internacional, seremos capazes de aprovar uma legislação de caráter importante. Acreditamos que os governos palestino e israelense compreenderão o grande serviço e oportunidade que proporcionaremos aos seus povos e, eventualmente, apoiar nosso governo.


7) O que acontece se os governos israelense e palestino ignorarem os resultados?

Os governos israelense e palestino não serão capazes de ignorar os resultados se tivermos apoio popular considerável. No caso de obtermos o apoio dos palestinos, israelenses e da comunidade internacional, os governos terão de examinar seriamente as opções que oferecermos.
Uma das questões que será colocada é "qual é a sua posição sobre o governo da Confederação Israelense-Palestina que está sendo criado?". Um governo responsável não poderá, em sã consciência, ignorar a solução da Confederação Israelense-Palestina e, ao mesmo tempo, afirmar que fizeram todos os esforços na busca pela paz.


8) Como evitar a fraude nas eleições?
 
Não imaginamos que haja um número grande de pessoas interessadas em influenciar os resultados de uma forma ou de outra.
Algumas pessoas podem tentar impedir as eleições completamente. Temos que criar múltiplas e alternativas camadas de segurança para impedir “hackers”ou comportamento mal-intencionado em nossos computadores.

Usamos vários métodos, tais como correio, entrevista por telefone e inspeções pessoais para ter certeza que as pessoas que se inscreverem como candidatos e como eleitores nos forneçam informações legítimas.

A idéia da votação online é aceita por muitos países e estados, bem como corporações multinacionais. Mesmo a votação convencional não é 100% segura. Acreditamos que nosso sistema seja tão seguro - possivelmente mais - quanto o voto convencional.


9) Haverá o mesmo número de membros israelenses e palestinos no Parlamento?

O número total de distritos palestinos e membros do Parlamento previstos para as eleições de 12 de dezembro de 2012, será de 107, com base na população palestina de cerca de 4 milhões de pessoas. O número total de distritos israelenses e membros do parlamento será de aproximadamente 193, com base na população aproximada de 7,5 milhão de israelenses.

Usamos os números fornecidos pelas agências de estatísticas israelenses e palestinas . Os números podem mudar ligeiramente se houver uma mudança proporcional na população.
É importante, no entanto, entender que, para a aprovação de uma legislação, o número total de distritos palestinos ou israelenses é irrelevante. O importante é saber que, para a aprovação de uma lei, 55% dos palestinos e 55% dos membros do Parlamento israelense teráo que votar "sim", de tal forma que, mesmo que os israelenses tenham mais representantes, eles não serão capazes de aprovar leis sem o consentimento de pelo menos 55% dos membros do parlamento palestino. O número de representantes palestinos e israelenses pode mudar no futuro, dependendo do crescimento da população total de cada lado.


10) Onde se reunirão os membros do Parlamento e como farão para votar e discutir a legislação?

Inicialmente, o Parlamento e a Confederação vão se encontrar e discutir via Internet. Acreditamos que a Internet ajuda a superar as restrições geográficas e de tempo que os membros do Parlamento possam enfrentar. Além disso, a discussão e a votação será totalmente transparente. O mundo todo será capaz de presenciar a discussão e como cada membro do Parlamento votou.


11) Os membros do Parlamento e Confederação receberão uma compensação financeira?

Inicialmente, nenhum membro do Parlamento e da Confederação receberá compensação. No entanto, a Confederação deverá ser capaz de levantar fundos para isso, Os membros do Parlamento podem votar a favor do pagamento de compensações para seus membros.


12) Um israelense poder votar num palestino? Ou um palestino num israelense?

A eleição é baseada em distritos. A pessoa poderá votar em qualquer candidato na sua área, independentemente da nacionalidade do candidato.


13) E se um distrito tem cidadãos israelenses e palestinos?

A pessoa poderá votar em qualquer candidato na sua área, independentemente da nacionalidade do candidato ou eleitor.


14) Podem israelenses e palestinos residentes fora de Israel ou da Palestina votar?

Não. Para votar a pessoa tem que ser um cidadão da Palestina ou Israel e deve ser um habitante dos distritos por 6 meses, no mínimo.


15) Uma pessoa pode se candidatar para a Presidência e Parlamento ao mesmo tempo?

Sim. Mas se for eleito para o Parlamento, Presidência ou Vice, ele terá optar por um cargo. Não poderá servir como Parlamentar e Presidente ou Vice, ao mesmo tempo.


16) Por que uma Confederação conseguiria a paz se os governos israelense e palestino não conseguiram?

Abordagem atual - Tanto o governo israelense como o palestino tratam um ao outro como adversário.

Abordagem IPC - Nós somos um governo independente e conjunto de palestinos e israelenses. Temos que resolver os problemas de forma aceitável para ambos
Abordagem atual - Os governos israelense e palestino dedicam uma fração de seu tempo para lidar com a questão da paz.
Abordagem IPC - O governo da Confederação irá gastar 100% do seu tempo lidando com a questão da paz.
Abordagem atual - Os governos palestino e israelense têm, por vezes, tarefas duplas e contraditórias . Muitas vezes têm que satisfazer os seus componentes que exigem que seu governo seja "duro" com o outro lado, tornando difícil a tarefa de trabalhar em prol da paz e ser "duro" com o outro ao mesmo tempo.
Abordagem IPC - Os participantes da IPC são palestinos e israelenses que exigem apenas uma coisa: Paz. Nós não temos tarefas duplas ou conflitantes.
Abordagem atual - Muitas vezes, as negociações feitas pelos governos de Israel e da Palestina são elas mesmas um catalisador para a violência. A violência é usada frequentemente como um meio para impedir as negociações ou acordos entre esses governos.
Abordagem IPC - As sessões legislativas da IPC terão diariamente uma base de 300 membros do Parlamento. As reuniões e votações serão comuns e adicionais. Muito provavelmente, não tratarão de questões finais e importantes de uma só vez. Portanto, não atrairão esforços para impedir sua adoção. As questões finais serão resolvidas de forma gradativa.

17) Como pode a Confederação Israelense-Palestina resolver questões difíceis, como a ocupação dos territórios, Jerusalém, refugiados e o terrorismo?

Nós não sabemos como o Parlamento da Confederação irá lidar com estas questões. O que sabemos é que a Confederação terá ferramentas que nunca estiveram disponíveis para qualquer governo palestino ou israelense. Essas ferramentas vão aumentar a possibilidade de que a IPC seja capaz de lidar com essas questões e resolvê-las.

- l'Objetividade - Sendo a IPC um governo independente e conjunto para os palestinos e israelenses, ela é projetada para resolver questões de forma benéfica para ambos os povos e não apenas para um lado. Como tal, as suas ideias para soluções devem ser aceitáveis para ambos as lados.


- 2'Sustentabilidade – A IPC é projetada exclusivamente para negociar e chegar a acordos entre os membros do Parlamento . A Confederação não tem outra finalidade que não a de discutir estas questões diárias e resolvê-los por meios pacíficos. O propósito da IPC é chegar à paz.

- 3'Flexibilidade – Devido ao fato da IPC ser um governo conjunto e independente para palestinos e israelenses, tem maior flexibilidade para sugerir novidades ou soluções parciais que não foram tentadas separadamente pelos governos israelense ou palestino.

- 4'Acessibilidade – Por ser a IPC formada por palestinos e israelenses, terá um maior acesso aos governos e pessoas, o que tem sido negado ambos os lados.


18) Se não confio neles, como posso participar de um mesmo governo?

O governo da Confederação é criado de tal forma que a cooperação de ambas as partes é essencial. Criamos várias camadas de pesos e contrapesos para que um lado seja incapaz de tirar proveito do outro. Este sistema de governo requer a cooperação de ambos os lados. Sem cooperação, nada é feito.

Por exemplo, para aprovar uma lei, você precisará de pelo menos 55% dos palestinos e pelo menos 55% dos membros do Parlamento israelense para votar "sim" na mesma legislação. Se um dos lados não estiver de acordo, a lei não é aprovada. Posteriormente, você permite aos chefes de Estado de Israel, Palestina e ao Parlamento uma oportunidade de vetar a legislação. Se qualquer um deles vetar, a legislação não será aprovada. Há muitos exemplos que podemos citar para mostrar como a nossa Constituição promove os pesos e contra-pesos.
Por favor, leia nossa Constituição por inteiro. Perceberá que fomos muito sensíveis à questão da igualdade e da cooperação.


19) Pergunta: É razoável que pessoas estranhas à área proponham uma Confederação?

Através da história e mesmo atualmente, pessoas, governos e outras entidades em todo o mundo tentam influenciar os acontecimentos na região. Na verdade, mesmo a criação do Estado de Israel foi concebido fora da região. O conflito palestino-israelense atingiu proporções mundiais. Pessoas do mundo todo são afetadas. O conflito é discutido e noticiado diariamente na mídia mundial. Israelenses e palestinos estão espalhados por todo o mundo e mantém fortes laços econômicos, políticos e emocionais com a região.

Governos e indivíduos de todo o mundo constantemente pressionam os governantes israelenses e palestinos num esforço para influenciar as decisões na área. Os líderes israelenses e palestinos falharam durante décadas em encontrar uma solução e, em muitos casos, tornaram a situação ainda pior.

Nossa organização é composta por palestinos, israelenses, e pessoas de outras origens e religiões. Acreditamos que, em alguns casos, uma abordagem justa e razoável uma para um conflito é encontrada quando vista de fora. Israelenses e palestinos estão profunda e diretamente envolvidos.

Muitas vezes é difícil ver as coisas objetivamente. Nos orgulhamos por sugerir um mecanismo que ajude a resolver o conflito.

20) Pergunta: Quem é considerado um cidadão palestino?

Um cidadão da Palestina é uma pessoa reconhecida sob a lei Palestina como sendo cidadão da Palestina.


21) Pergunta: Quem é considerado um cidadão israelense?

Um cidadão de Israel é uma pessoa reconhecida pela lei israelense como um cidadão de Israel.


22) Pode a Constituição ser alterada?

Sim. O Parlamento da Confederação Israelense-Palestina pode emendar a Constituição, desde que a alteração proposta passe pela votação dos membros israelenses e palestinos.


23) Como posso Ajudar?

Se você é um habitante da área e também cidadão de Israel ou Palestina, pode registrar-se para votar e/ou concorrer ao Parlamento ou à Presidência.
Se residir fora de Israel ou Palestina, você pode encorajar aqueles que conhece dentro de Israel ou Palestina a se registrar para votar e concorrer ao Parlamento ou à Presidência.

Estude o assunto. Leia todo o nosso material. Acreditamos que, quanto mais você lê, mais a idéia de uma confederação se torna atraente.

Independente de sua residência, precisamos de suporte financeiro. Você pode fazer sua contribuição online. Por favor, vá à nossa “página de contribuições" e ajude a fazer a história acontecer.


Translation made available by:
Dogo Brazil
Email: dogobrazil at gmail dot com

 
Sign up for our Email Newsletter
Privacy
Sign up for our Email Newsletter